História dos Trilhos de Trem

As ferrovias representam um importante meio de transporte para o Brasil. Segundo a ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) elas são equivalentes a 20% de toda a matriz brasileira de transporte de carga. 

Embora tenham grande relevância e impacto no cenário nacional, poucas pessoas conhecem a história dos trilhos de trem e das ferrovias no país. Os trilhos ferroviários revolucionaram tanto a indústria como a economia. A importância foi tão grande que há até um nome para se referir a época de popularização dos trilhos: a Era das Ferrovias. 

Por isso, no artigo de hoje você confere mais detalhes sobre a evolução dos trilhos de trem ao longo da história. Além disso, você entende também como essa evolução modificou o olhar sobre a compra de trilhos com o passar do tempo e quais são as expectativas para o futuro. Veja mais a seguir.

A história das ferrovias: um panorama mundial

Antes de mais nada, é importante ter em mente que as ferrovias não apareceram do dia para a noite. Na verdade, há uma longa história que mostra o desenvolvimento de meios de transporte que, mais tarde, vieram  a permitir a criação dos trilhos ferroviários.

Até onde se sabe, a primeira vez que houve o uso de sistema de movimentação por trilhos foi na Grécia, a aproximadamente 600 anos antes de Cristo. Na época, animais e escravos davam a força necessária para o transporte. Séculos mais tarde, esse sistema teve avanços e passou a contar com trilhos de madeira.

Foi somente a partir dos anos de 1700 que os primeiros trilhos de trem de ferro apareceram. Contudo, a popularização ocorreria um pouco mais tarde, durante o século XIX. Esse século representou um grande avanço para o modal ferroviário, com a construção de linhas férreas mais longas e com maior capacidade de transportar cargas.

Em todo o mundo, locomotivas a vapor passaram a ser usadas. Apesar da maior capacidade de transporte de cargas em comparação a outros meios, as locomotivas da época ainda não conseguiam deslocar muita carga. Isso porque havia limitações com relação à capacidade de tração e à potência.

A época de popularização das locomotivas ficou conhecida como Era das Ferrovias. Esse foi um período no mundo em que o transporte tanto passageiros quanto cargas era feito através das locomotivas. 

Ferrovias no Brasil: o começo

A inauguração da primeira rodovia do país aconteceu em 1854 por Dom Pedro 2º. O trecho ligava a Baía de Guanabara (Rio de Janeiro) até Petrópolis (Rio de Janeiro). Com pouco mais de 14 quilômetros de extensão, a liberação da concessão de construção para o Barão de Mauá ocorreu dois anos antes, em 1852. No início, as ferrovias brasileiras eram úteis para deslocar produtos para os portos. Esse foi o caso, por exemplo, do café.

Uma curiosidade é que as locomotivas tinham, antigamente, um vagão para transportar água e outro para transportar carvão. Isso porque as locomotivas eram movidas a vapor. Portanto, precisavam desses dois elementos para poderem funcionar.

Cenário atual dos trilhos de trem

Com o tempo, as ferrovias e as locomotivas foram perdendo a força. Embora, em 2022, o setor brasileiro de cargas tenha sido responsável pelo transporte de mais de 500 milhões de toneladas úteis, segundo a Agência Nacional dos Transportadores Ferroviários, outros meios de transporte ganharam maior participação nacional. 

Esse é o caso, por exemplo, do meio de transporte rodoviário. É ele que predomina no país atualmente, com uma participação de cerca de 65%, considerando os meios de transporte. Os dados são do Plano Nacional de Logística.

Contudo, deve-se ressaltar que as ferrovias representam um marco importante para a história do país. Com relação aos trilhos de trem, eles também passaram por mudanças.

Redução de impacto ambiental 

Uma forte preocupação atual é com a diminuição do impacto ambiental durante o processo de produção de bens de consumo. Assim, o mercado de produção de trilhos atendeu essa demanda.

Já é possível encontrar trilhos feitos com produção sustentável. Os trilhos de trem sustentáveis asseguram eficiência energética, ao mesmo tempo que auxiliam na preservação ambiental.

Muitas pessoas, na hora de comprarem trilhos de trem, estão optando por trilhos que contribuam para a sustentabilidade. Além disso, há esforços para investir em novas tecnologias que ajudem na regeneração de energia das linhas férreas e na restauração de habitats em áreas próximas a ferrovias.

Os trilhos de trem: expectativas para o futuro

A expectativa para o futuro é que os trilhos de trem continuem passando por melhorias que visem o seu desenvolvimento. Assim, as ações podem ter o objetivo de assegurar a qualidade e segurança dos trilhos, enquanto diminuem o impacto ambiental da produção.

É preciso ter em mente que comprar trilhos de trem é algo sério. A compra deve ser feita com uma empresa de confiança, com especialização e notoriedade na área. Esse é o caso da GMS, que atua há anos no mercado ferroviário com a produção de trilhos.

Além disso, os trilhos de trem devem obedecer às normas e aos regulamentos para a produção. Desse modo, garante-se a qualidade e a segurança da operação.

Então, se você quer comprar trilhos de trem que respeitem essas diretrizes, e que tenham alinhamento com as expectativas para o futuro, entre em contato hoje mesmo com a GMS!

Share:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn